sábado, 14 de novembro de 2009

Galo no Divã: Coritiba 2 x 1 Atlético MG

("E passo a passo vai cumprindo a profecia do beato que dizia que o Sertão ia alagar... )

De beato não tenho nada. Mas a tal profecia(aliás, de acordo com esta profecia, hoje o galo teria 56 pontos. Coincidência?) anda indo... de mal a pior. O nosso sertão de esperança está prestes a alagar. E debaixo de tanta água, morreremos na praia outra vez.
No sul, uma tragédia. Daqueles vindo do sul, um milagre que nos mantém no g4.


Jogador mais importante do Galo hoje. (como disse o Marcos, do Palmeiras, "secar... o que fazemos de melhor")

Carini: Fantástico pelo chão. E só. De resto ainda impera o 'pé atrás'.
Carlos Alberto: Retrato da falta de organização e coerência do time.
Werley: Muito consciente em fazer o 'feijão com arroz', mas anda vacilando demais.
Benitez: Sempre contradiz as expectativas. Para o bem ou para o mal.
Thiago Feltri: Tenho tantas palavras quanto ele tem futebol.
(Pedro Paulo): Foi aparecer nas estatísticas de um time derrotado.
Correa: Estranhamente cabisbaixo demais.
Jonílson: Brigou tanto que parece até que cansou.
(Renan):Entrou mais cansado do que o Jonílson que assim saiu. Ou será que é sempre assim?
Márcio Araújo: "Barbantou" o quanto pode e tentou várias vezes dar o gol pro adversário.
Ricardinho: Muito apagado. E ainda assim foi o melhor do meio campo.
(Tchô): Todo mundo desistiu, menos o treinador.
Éder Luís: Brigou muito. Erra coisas fáceis e acerta as difíceis. Vai entender.
Diego Tardelli: Os mesmos defeitos do início da temporada: Saiu muito da posição pra resolver algo que não é ele quem resolve. Não fez nem sua função nem a outra.

Celso Roth: Em dado momento, quando da segunda alteração do Coxa, o comentarista disse: "O Ney Franco sempre faz substituição ofensiva". Isso me fez pensar que ele sempre entra com o time defensivo, daí cai na real e ataca. Coisa de gente medrosa e pirracenta. Alguma 'parecença' com o Juarez? Pois é. No jogo de hoje a diferença é que com as alterações conseguiu ainda aumentar a apatia. Que diabos ele fez com o meio campo?

Primeiro tempo nas Coxa. Nenhum time jogou bola. Mas quem tava interessado em fazer gol foi lá e fez. Em mais uma trapalhada de todo setor defensivo, os laterais não cobriram, os volantes não marcaram e os zagueiros cederam facilmente. Resultado - tabelinha e gol alviverde.

No segundo tempo, conhecemos melhor a zaga adversária. Loucos para entregar o jogo, deram várias bolas pro nosso ataque. Não aproveitamos nada, exceto o Éder, após um belo lançamento do Ricardinho, contou com a bizarrice do zagueiro e, sem ângulo, deixou até eu mesmo um pouco torto (afinal, na hora pensava em como criticá-lo).

Depois, o time caiu. E o treinador caiu na bobeira de usar o que tinha - de pior - no banco. O meio campo acabou de morrer e, no golpe de misericórdia, o cavalo - digo, zagueiro - paraguaio conseguiu errar a bola e enfiar uma pezada na canela do oponente (parecia mais luta livre). Pênalti contra nós é sempre gol. Ponto.

Eu que, em minha satisfação substitutiva, em um prazer sintomático, no terrível gozo, 'comemorava' um acerto ao finalmente ver que a bola do Eddie não tava lá tão suja assim. Eu via que neste momento o G4 era passado, mas aí, na pampulha, um milagre: o que houve de melhor em nosso jogo foi a famosa 'bolinha da globo' (que nem existiu, pois a transmissão era em outro canal) mostrando O outro jogo que nos livrava - temporariamente - do pior.

Pior mesmo é saber que ainda há 3 rodadas. Creio que agora só temos um adversário. E este é nosso maior rival, de quem temos sido fregueses há tanto tempo. (e o Inter também, dependendo de amanhã)
Me desculpem, mas vou rezar.
O que, no ano I, neste tempo todo, construímos, está indo por água abaixo.

(Debaixo d'água lá se vai a vida inteira..." Sá e Guarabyra)

25 comentários:

Tom disse...

Quando o Grêmio empatou eu gritei: Galôôô...
E rí da minha desgraça.
Tesão besta viu sô!

Herberth Mendes disse...

Como o Jason sempre fala, todo jogo é uma final, uma decisão. Pena sermos o time das indecisões...

Um técnico que sempre morre na praia + um clube que sempre morre na praia. Pelo menos cada um pode jogar a culpa pro outro. he he he!!

Só Telê mesmo pra fazer milagre e ser campeão brasileiro por essas bandas. Com um milagre desse tamanho no currículo o Papa já devia tê-lo promovido a São Telê.

Se não ficarmos no G4 2009 será um fiasco total. 2010? Sem a vaga na Lib. é improvável que seja melhor. Será apenas mais do mesmo: blá blá blá e glub glub glub.

E já que câncer é um tema recorrente por aqui, o meu deve ser esse Galo. Aliás, só o meu?

Tom disse...

Ontem não tive forças para fazer justiças às incríveis previsões "maias" do Gus.
Ok Gus, tataravó da Vó Dinorah é pouco, mas pode parar por ai falou?

Afonso Pena¹³ disse...

Confesso que não consegui ver o jogo por completo, na verdade....se consegui ver 20 minutos de peleja em montante, foi muito.



Depois do Gol do Coxa, desanimei e ja me consolei com 3 doses de Jack Daniel's e várias Goladas de Boemia (um abraço pro meu amigo Bebeto Long john do Amarelinho do prado, a maior autoridade em Whiskys de Belo Horizonte).

Fiquei ''mamado'' de súbito, e pouco acompanhei....(nem o gol do Galo eu vi ainda), me limitei a falar bobagens e a conversar fiado com meus fieis escudeiros e escudeiras de mesa (principalmente as ultimas).

Como minha visão da ''batalha pela Glória'' foi parcial e extremamente limitada, NÃO analisarei jogador por jogador desta feita.

Na verdade o único gol que eu REALMENTE vi, foi o segundo do Coxa.

No mais, é o que eu venho dizendo...

Título? quem sabe ANO QUE VEM.

e continuo afirmando, NÃO SEREMOS CAMPEÕES.

Mas libertadore É uma certeza, msm achando que existem 4 ou 5 times superiores ao nosso nesse campeonato FEIO, ficaremos com a vaga.

Concluindo....


Navegar é preciso, viver não é preciso.



''Um técnico que sempre morre na praia + um clube que sempre morre na praia. Pelo menos cada um pode jogar a culpa pro outro.''


Excelente argumento comparativo diga-se de passagem Super Beth.

eliana disse...

"E quem quiser que invente outra estória
Pois essa estória eu já conheço bem
Acaba sempre de volta ao começo
É viciada nesse vai e vem"

Eliana disse...

Não sei se tem a ver, mas, olhando a relação de artilheiros do Campeonato Brasileiro, do Galo, lá em cima, estão o Tardelli e o Éder Luíz, depois, só o Evandro, lá embaixo, com três.

Tom disse...

Acordei double face.
Metade do meu rosto estava possuído de uma ira impotente, a outra, gremisticamente aliviada.
Então, fiquei matutando sobre a tal maturidade, justificava recorrente do nosso técnico e me ocorreu que o pobre do Roth nunca teve oportunidade em sua carreira de treinar um time maduro. Só pode...
Seria a maturidade algo a ser conquistado de forma autônoma pelos atletas?
O técnico não teria aí um papel fundamental?
Roth utiliza esta justificativa se colocando como um mero fotógrafo da realidade.
Me soa tipo, isto é culpa deles, não é comigo.
Temos um time ainda muito limitado, é verdade, mas mesmo assim não seria o problema atual uma questão especificamente anímica?
Pois é, mas e o treinador com isto?
Ps: para a cruel precisão da trova da Eliana e pela observação da artilharia que já havia me despertado a atenção sobre este vácuo de 8, de 9 e de "dezes"!

Gus Martins disse...

Boa, Eliana!

Num é que faz sentido, no post anterior, eu ter desconjurado quase todos os 'atacantes'...

O Cara reclama de imaturidade e sequer relaciona o Júnior, deixando o Feltri aprontar as suas jogo após jogo.

Mamute disse...

Eu já sabia, o galo não me ilude.
Pelo menos esse ano não brigamos para não cair.
Escreve aí: esse campeonato a gente termina em 6º ou em 7º.
P.S.: O Tardelli já deve tá louco pra vazar do galo.

Breno disse...

" E por falar em saudades onde anda você, você bem que me podia aparecer, nos mesmos lugares... nas ruas, nos bares... Onde anda você!"

Tom, não se cobre de culpa. Eu estava acompanhando o jogo pela Rádio Globo, pois não quis me aborrecer no Buteco na capital. E você não foi o único que gritou Galô como se fosse 3pnts adquiridos. Em BH muitos o fizeram.

Beth, Super feliz no seu comentário. Avenida, a melhor coisa que vc poderia ter feito em uma mesa de bar.

Gus,

A relação meio campo e artilheiro como a dúvida de nossa digníssima, talvez não tenha link, but fica claro e evidente que se não for eles não será mais ninguém. Isso é a realidade que nos coloca na posição da tabela.

Enfim hora de acordar e preparar as festas. Que seja a e Natal e Ano novo.

Amplexos,

VÉIO DO GALO disse...

Este Véio aqui tem a dizer que com estes jogadores ( nem todos) estamos perdendo o que sempre nos caracterizou desde priscas eras, a nossa vontáde inabalável pela vitória.
Hoje vemos ums turma de preguiçosos e um treinador conformista.
Haja bílis. É só.

Borusso disse...

Avenida, a la Charlie Harper, mandou mui bem! Gostaria que o Galo trocasse a Brahma pela Bohemia.

No post do Eddie o Gus foi na mosca!

Qto à observação do Beth, acho que é exagero. Nos 80's mostramos essa característica sim, e éramos diametralmente opostos ao que o Grêmio mostrou sábado em magnífica reação.
Porém em 06 fomos time de chegada e papamos o título brasileiro. Um dos jogos mais emblemáticos foi...

Borusso disse...

...contra o mesmo Vô Côxa de anteontem. Na ocasião eles abriram 2 lona e viramos com Marcinho e Marinho numa tarde sensacional.

Celso Roth nunca vai poder jogar a culpa no Campeão do Século XX da Revista Placar.

Por mais magistral que tenha sido o Telê, se for esse o procedimento dá pra canonizar tb o Floriano técnico de '37, o Miltinho Ziller e o Culpi.

Outra divergência, dessa vez menor, é sobre o comentário do pênalti contra nós ser sempre gol. O Carini defendeu um contra o Barueri.

Gus Martins disse...

E.. .se a profecia num se concretizou no sábado, o Inter tratou de terminar no domingo. Foi mal Tom, bem que eu queria parar por aí...

Borusso, só pra esclarecer... o "penalti contra nós é sempre gol" não foi crítica ao goleiro e muito menos estatística.. hehehe. Mas é que além de tudo ainda tem uma zica sobre nós. O famoso "isso só acontece com o galo" hehehe

Herberth Mendes disse...

Borusso, larga mão desse ranking sô. he he he!

A mesma Placar já nos chamou de time do quase, clube das indecisões, peru de natal (morre na véspera),sempre falta um golzinho.

Vou pedir ao Papa uma vaga pro Floriano também. Ele merece. he he he!!

Mas só mais ele. Culpi, não. Por mais que vc goste Borusso, o título B não conta pro Papa. he he!!

37, 50, 71, 06 (B). Todas as conquistas devem ser valorizadas, mas precisamos renovar nossos títulos. Olha as datas...

Exagero meu? Não, exagero do Galo, não fomos praianos só nos 80. Brasileirão:76,77,80,83,85,86,87,90,91,94,96,97,99,01,09
Lib: 77,81.
Conmebol:93,95

Infelizmente 71 é exceção, não regra. Telê merece a vaga.

Exagerada só a minha paciência com esse Galo. Domingo lá vou eu de novo.

Gus Martins disse...

Avenida, nem sei como eu escrevi a resenha, pois meu estado de ódio era proporcional ao ébrio.
Embora não fosse do velho Jack, mas um bocado de Bohemia Weiss adjudou bastante... hehhe
Foi a parte boa do sábado...

Tom disse...

Gus , o q vem a comprovar a máxima: a humanidade sempre está duas doses abaixo". "H. Bogart".
E do mesmo tem outra genial:
" Bebo para tornar as pessoas interessantes"....

Borusso disse...

Gus, desculpe então minha lerdeza pra entender, acho que agora captei o sentido que você queria imprimir hehehe.

Acho tb que temos nos vitimizado. Não somos Botafogo.
[:D]A cada tropeço o Beth malha duma forma que pode acabar dando uma impressão que nossa camisa é fraquíssima e que tudo o que o club fizer visando a levantar taças não dará certo, e não tem nada a ver.

Poderíamos destacar que nossa folha é a 10ª do Campeonato. Flu, Sts, Cr$, Grê, Cth...todos pagam acima. O Inter tem a folha mais alta e só recente nos passou na Tabela.

Borusso disse...

[:D]Beth, tá ok, já que o Papa não aceita vou apresentar a conquista ao Rabino, o nome Levir tem sua origem numa das 12 Tribos de Israel, ele vai gostar.

Tb quero re9ação nos troféus. Não a vejo acontecer sem a Auditoria estimada pelo Ardizone pra março deste Ano I.
Ocasião em que a mídia preferiu destacar um clássico regional e a Massa embarcou por reclamar da FMF.

Dos anos que o Beth apresenta poderíamos fazer uma ≠ leitura.
Nos eighties temos, no tocante ao Camp. Bras., um CAM eminentemente praiano. O Beth sabe melhor do que eu, tínhamos mais investimento e estrelas que as otras eqpes e pipocávamos nas Semifinais.

Borusso disse...

Nos 90's o quadro difere pacas! A única Semifinal em que chegamos como favoritos foi em 96 contra a Lusa.

O período foi marcado pela montagem de eqpes a la Minhoca e Curi. A torcida que levava o time no colo e este pontuava mto em Bhz, o que o garantia na fase seguinte.

Tom disse...

Tô com o Herberth e não abro, nem sei se pelos mesmos motivos e mesmo que não o sejam ao fim e ao cabo concordo: Levir não! Levir é marcar passo, quiça retrocesso.
Precisamos de um Choque de Gestão, tipo daqueles que o Yustrich dava....
Felipão se não tiver se europeizado tb dá, ou dava. Moriçoca Ramalho tb....

Gus Martins disse...

O problema é que os 2 são inviávei$$. Quem sabe o Luxa, após os últimos fiascos, não esteja mais acessível e consiga se reerguer por aqui....

Fora os 3, não vejo mais ninguém... e por isso defendi (apesar dos pesares) a permanência do Juarez.

Jason Urias disse...

Tb defendi a permanência do Juarez pelos mesmos motivos que o Gus.

O Luxa, dizem, já está acertado com o Inter para o Ano que vem.

Agora, que depois destas pataquadas do Juarez dá uma agonia danada saber que ele ficará aqui no Ano II, ah, isso dá.

Até há pouco tempo atrás eu pensava no Levir como opção, mas hoje acho que, em termos objetivos, dá na mesma que o Roth. Então, que fique este último, mesmo.

Dizem, tb, que o Muriçoca não fica no P.A. e, como o Adilson Batista não fica no lado rosa da lagoa, ele assumiria seu posto. Sei não...

Herberth Mendes disse...

Ô Borusso, eu malho mesmo, mas é tudo em família. he he!! Mas que o Galo deve a todos nós, isso deve.

Nossa camisa é forte e tenho certeza que ao ganharmos um título importante a coisa fluirá para o nosso lado. Esse jejum é um peso danado e com certeza influencia os bagres/craques nas decisões.

Leituras diferentes: 1- parabéns Kalil pelo bom trabalho com o baixo orçamento. 2- Pergunta: por que tivemos nos últimos anos um orçamento tão menor que os outros? Incompetência administrativa.

Levi não: 1- nem bandeira a Massa fez pra ele. he he!! 2-Mas agradeço o bom trabalho 2006/2007. Esse negócio de Israel também foi legal.

Herberth Mendes disse...

Pô Borusso, vc me lembra logo 96 e a Lusa? Sacanagem, ganhamos todas em casa naquele ano, menos essa e o clássico. Clemer maldito
!! he he!! Onde andará Eduardo Amorim?

Os anos 90 realmente são diferentes.

Apesar das boas campanhas no brasileiro e das taças internacionais, o Galo já mostrava alguns sinais de decadência.

Perdemos espaço em Minas (só 3 títulos), tomamos muitas goleadas esquisitas e o pior, administrações péssimas que nos minaram o futuro.

Era cada time furreca e realmente fizemos até mais do que podíamos.

Mas praia é praia, seja em Angra ou no Perequê, com time bom ou meia boca.

Precisamos descobrir os motivos que nos levam a vacilar na hora H e corrigir esse defeito, senão continuaremos nessa.