quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Galo no divã da Sula: Atlético MG 1 x 0 Grêmio Prudente

("Homem que é homem não perde a esperança, não...
Ele vai parar.
Quem é teimoso não sonha outro sonho, não
" Milton/Brant)

Naquela hora em que a mesmice já tinha tomado conta, a insistente incompetência era mostrada no placar e o temor das penalidades (onde a pressão e o nervosismo sempre são ainda mais prejudiciais) parecia se concretizar, numa jogada daquelas que faltou em 90 minutos (e mais outros jogos) acabou acontecendo e mudando a história.
Fábio Costa: Pouco acionado, mas fez sua parte.
Diego Macedo: Péssimo no primeiro tempo, perdendo muitas bolas e ligando o ataque adversário. Melhorou no segundo, mas diferente do que tenho dito, pecou em todos os cruzamentos.
Werley: Teve pouco trabalho, mas quando preciso, fez bem.
Lima: Começou meio lerdo, depois se aprumou. Ainda teve uns vacilos mas não comprometeu.
Jairo Campos: Em lance capital mostrou aquela precisão que sentíamos falta. Saiu machucado?
(Neto Berola): Fundamental para a (ainda tímida) mudança de postura da equipe.
Fernandinho: Muito embolado. Não atuou bem.
(Leandro): Tentou produzir algo a mais, mas não foi tão além do anterior.
João Pedro: Consistente na marcação, mas pecou muito em passes errados.
Serginho: Na posição certa, começou a se parecer com aquele jogador que desejamos.
Ricardinho: Sem fazer nada espetacular, foi tranquilo o jogo inteiro.Tranquilidade essencial para fazer o que fez.
Diego Souza: Lento no primeiro tempo e morto no segundo. Parecia ligado no jogo e  isto foi mostrado no lance final.
Ricardo Bueno: Muito perdido no meio da retranca do adversário. Não produziu.
(Obina): Ainda muito pesado e fora de ritmo. Perdeu boas chances por isto.

Luxemburgo: Começou mal, corrigiu e ficou na torcida para que o time o tirasse de cima do telhado.

Aposto nas duas alternativas apontadas pelo Jason logo de cara. Acho que o fexô sabe sim que errou ao tentar mais uma vez a formação com 3 zagueiros (como sempre erra quando o faz) mas também acredito que ele quis dar esta certa margem de segurança e não tomar gols, que seria trágico. Além do mais, não tínhamos o Zé Luiz, o que fazia a insegurança no setor defensivo ainda maior. Quando viu que o Prudente estava, mais do que o nome indica, sem interesse no ataque, fez o que tinha que fazer.

A entrada do Berola confirmou o que já estava sendo anunciado desde o início. O Galo seria superior o tempo inteiro, mas faltava alguém que ameaçasse a meta adversária. Com sua velocidade e jogadas de linha de fundo, começamos a nos aproximar do gol. Ainda sem objetividade e sem perigo terminamos a etapa inicial ainda no zero.

O segundo tempo, pra nossa tranquilidade, trouxe o Prudente com a mesma postura. Nada de ataque (a não ser com os chutões que davam medo por sempre ter um zagueiro perdendo na corrida) e o campo todo disponível para trocas de bola alvinegras. Mas aí faltou qualidade, criatividade, pesou a pressão, e o relógiou vestiu a camisa do oponente. Algumas chances criadas - sempre contando com a participação fundamental do Berola - mas os poucos arremates precisos esbarraram no goleiro.

Quando a 'disputa de tiros da marca penal' (hehehe) parecia inevitável, o melhor em campo mais uma vez, pela linha de fundo, ao receber de Diego Macedo, dá um drible e manda pro meio da área. Daí, em fração de segundos, veio a desilusão pela Loucura do Diego Souza em não chutar para o gol, mas, meio que sem pretensões, tocar pra trás. Loucura nada. Bem marcado e ligado na formação, passou a bola para quem estava livre e, mais que isso, tinha condições de ajeitar e escolher um lugar em que finalmente o goleiro não conseguiria evitar o gol. Em nosso time, senão o próprio Diego, o cara que tem esta frieza é mesmo o Ricardinho que espantou esta desilusão e fez a bola morrer no canto esquerdo do goleiro, sem chances de defesa. E melhor, sem possibilidade de reação. Apito final.

Ser superior ao Prudente que, além de ser ruim, não quis jogar, não significa muita coisa. Como de praxe, eles apenas esperaram os erros do Galo, que desta vez foram menores e menos graves. Mas como disse o Diego Souza, uma vitória dá um basta em muita coisa. Espero que façam valer estas palavras e que, sem todo este sofrimento, os resultados realmente comecem a acontecer. E que, de fato, voltemos a caminhar.

8 comentários:

Ruy Morato disse...

É isso mesmo! Só temos a esperar que essa seja a vitória do basta, do recomeço.
Não se vcs ouviram, mas o Zé Luís vai passar por uma cirurgia, logo, o Galo vai ter q resolver esse problema dos volantes. Vamos esperar também a regularização do Réver, q vai fazer ainda mais falta.
Bica Bicudo!
Abraço a todos.
@ruymorato

Jason Urias disse...

Tá faltando mais uma coisa: peito pra tirar o Tardelli do time, como tem dito o Gus aí.

O Berola já está merecendo uma chance como titular há um tempão. Ontem, além de melhor em campo, foi decisivo.

Agora, o lampejo do Diego Souza mostra que ele sabe jogar. Mas a preguiça insiste e não o largar. O Luxa gritou "Vamo Diego, @#*!%", variando somente os 'caracteres especiais'.

Ruy,

agora com a palavra oficial da diretoria, como disse no post abaixo, o Maldonado está, sim, na mira do Galo.

Daniel Martins disse...

opa, foi uma vitória, emocionante, mas os erros do galo não mudaram tanto...
foram outros 90 minutos de jogo com o atlético segurando a bola, tentando atacar, criar, chutar, marcar, e apenas um lance for convertido. Mérito dos goleiros ou incompetência nossa?

Que essa vitória assuma esse ar que o Diego Souza deu, recomeço, com um time mesmo.

Tom disse...

Maldonado para acabar com este "mal danado" que nos abateu.

Cam1sa Do2e disse...

Gostei do pensamento.. Vou copiar na cara dura e colar em futuros posts..
Parabéns pelo blog.
.
Abraço
Fael Lima
www.camisadoze.net

Gus Martins disse...

Essa do Zé Luiz foi phoda... e o pior é esse "talvez jogue esse ano"(http://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/atletico-mg/2010/08/12/noticia_atletico_mg,162860/ze-luis-e-operado-medico-nao-descarta-retorno-aos-gramados-ainda-este-ano.shtml) ... ou seja, pode esquecer. Parece que foi uma daquelas contusões 'silenciosas' e, por isso mesmo, o baque ainda é maior.

O Maldonado que me condições normais já é desejável, agora pode chegar em hora fundamental.

Jason, se O Luxa não tivesse abandonado as muletas, teria 'prantado na cacunda' do Diego Souza. O Homi tava brabo demais, como ce disse! E com razão...

Opa, sempre bom o pessoal 'do camisa' aqui por perto!

E vamo que vamo...

Breno disse...

Eh, pelo visto Lima continua até 2012... Agora folta uma Lixa, Martelo, Prego, Parafuso... pra colocar esse time de pé.

Ainda continuo sem ver os jogos...rs!
Até a quinta vitória! No Brasileirão!

Tom disse...

So p registrar a ilustre presença do Fael do CAMISA DOZE um dos melhores blogs sobre o Galo e uma das grandes cabeças Atleticanas.
Salve Fael, Salve Camisa 12!