terça-feira, 10 de março de 2009

Lição

Belo Horizonte (amanhã é sexta!) - Espero que agora o Kalil entenda que existem outras maneiras de ingressar em uma guerra.

Ainda que ele consiga mostrar que ele estava certo, continuo acreditando que gritar não é a atitude mais inteligente quando queremos que alguém nos escute. Isto só afasta nosso interlocutor e faz com que ele se arme para "cair no tapa", ao invés de se dispor a ouvir.

Que sirva de lição, então.

4 comentários:

Gus Martins disse...

(Listening to: Megadeth - Holy Wars... THE PUNISHMENT DUE).

Dois meses. 4 semanas. 60 dias. Trocentos e tantos minutos. .. como adoram aqueles estatísticos de meia tigela que ficam contabilizando tudo para não falar nada.

Pois é. Nessa guerra santa do Kalil, a punição foi merecida.
Não porque ele estivesse errado;
Não porque a justiça desportiva seja idônea;
Não porque os árbitros estivessem certos;
Claro que não, pois nada disso é fato.
Mas porque, como disse tantas vezes, não é dando chilique que se resolvem as coisas.
Quem sabe nesses dias de silêncio, o presidente coloca as barbas de molho e trabalhe finalmente como um bom mineiro. Comendo pelas beiradas, quem sabe mostrará no final das contas qual quadrilha deve ser punida.

Em tempo:
- Conhecem o vice Daniel Diniz Nepomuceno, quem provavelmente assumirá as "assinaturas no período"?

- Na matéria do superesportes, sobre a decisão em cima do Kalil, há esse trecho final: "...segundo o Tribunal, presta bons serviços ao desporto na condição de presidente do Atlético". E aqueles que não prestam bons serviços, como temos visto por parte daquelas 'autoridades dentro de campo'...???

Breno disse...

Sorte dele que não tomou gancho de 4 anos!

Tom disse...

"minha mãe me falava , minha ex mulher por 25 anos me falou, meus filhos todos os dias me falam, não tem jeito, não sigo conselhos".
Isto é Kalil, vcs não conheceram uma prima irmã dele, infelizmente já falecida, gente boníssima mas uma verdadeira sinfônica de punk rock quando entrava numa peleja.
Com ele não tem Freud, Skinner e nem Fisher & Hoffman (sic).
É no barulho, talve quem saiba , na próxima "encadernação".

Gus Martins disse...

Pois é... o velho, batido, mas bom ditado né... se conselho fosse bão...

Por isso que nós (psi) não damos conselho porcaria nenhuma...
Mas cobramos do mesmo jeito! hehehhe!

Mas...como a cultura popular é soberana... "Cautela e canja de galinha não fazem mal a ninguém..."