terça-feira, 28 de abril de 2009

Blindness

Belo Horizonte (Rapidinho, porque ainda tenho que fazer a passagem de turno!) - Enquanto lia os comentários do post do Terreiro, vejo o seguinte:


59Diego Rodrigues:

Chrisian e amigos torcedores,o Galo está sendo massacrado pelo idiota do Benja no seguinte endereço:

http://www.lancenet.com.br/blogs%5fcolunistas/benja/comentarios.asp?idpost=22827

Concordo que a goleada foi um vexame, mas daí ao cara falar que o time se apequenou com o passar dos anos e que praticamente não vale mais nada no cenário nacional é sacanagem.
Gostaria de contar com os frequentadores do Blog para respondê-loà altura!!!O cara além de já ter feio isto foi ele quem iniciou aqule polêmica do Bebeto de Freitas escrachando ele no seu blog.

Conto com vocês!

Bem que o Gus avisou: cada time tem a torcida que merece!

Agora, me respondam vocês: o Benja está errado?

15 comentários:

Felipe disse...

Fala galera, há muito não apareço nos comentários, tenho só lido, mas desta vez preciso falar. Infelizmente o tal do Benja só falou verdade. Não podemos culpar o cara de estar vendo as coisas como ela são. Cabe à presidência, com apoio da torcida (de qual forma fôr) mostrar que ele está equivocado. Mas que por enquanto ele está com uma leitura certa da verdade, isto está.
Abração.

Jason Urias disse...

Opa! Welcome Back , Felipe!

Tom disse...

no post, no coments, acertei desta vez? não "perdererei" tempo "quisto" não...aliás já perdi...

Jason Urias disse...

Acabei de olhar lá no Terreiro do Galo e o Christian não publicou meu comentário para o "indignado".

Então, publico aqui:

"Diego,

acho que ele está completamente certo. Tenho opiniões muito parecidas com as dele e este é um tema que vimos discutindo desde o ano passado, lá no bog.

Time grande é aquele que disputa títulos, aquele que perde lutando, mas que não se acovarda.

Time grande é aquele que não se contenta com vaga na copa Sul-americana, quanto mais com a permanência na primeira divisão!

Isto é muito pouco pra um time como o Galo!

Há algum tempo o pessoal do ATCAM já matava a charada dizendo que o problema do Galo é estrutural.

E, nesta estrutura, se inclui a torcida. Nós somos a torcida mais extraordinária e quanto a isto não resta dúvidas. Mas é fato que, as vezes, atrapalhamos o galo! Como é possível isso, perguntarão alguns? Sendo inteligentes, sendo conscientes de nosso papel. E, principalmente, nós mesmos nos respeitando como a maior força do clube, aquela que o ajuda a caminhar pra frente, um passo por vez.

Claro que não estou dizendo que o problema É a torcida! Não! Mas, como parte de um sistema e que tudo se influencia dentro dele, não podemos deixar de dizer que a atitude nas arquibancadas diz muito do que é o Galo e de como o tratamos. A virada para que o galo seja um clube melhor, GRANDE, tem que partir de NÓS, também e principalmente.

É preciso ser inteligente pra não piorar o que já está ruim. Muito ruim."

Tom disse...

Ps: Jason, não foi a ATCAM que disse isto não, foi a R.A.
(Revolução Atleticana)da qual surgiu a equivocada idéia de se criar uma associação....mas deixa este papo pra lá - vale apenas marcar que a RA que foi a grande sacada e depois desvirtualizada pela ATCAM, que deu no que deu e está, ao q me foi informado, em vias de extinção.

Jason Urias disse...

Exatamente, Tom. Você tem toda a razão. A ATCAM ainda não existia quando da "lavagem da sede".

Eu realmente misturei as duas.

Foi o presidente da Revolução Atleticana, Luíz Gomes quem disse.

Herberth Mendes disse...

Olha, não sou muito fã do Benja, nem li o que ele disse.
Mas tenho alguns amigos no Rio e Sampa da época das minhas andanças por lá. Os comentários deles são na mesma linha e eu vou dizer o que? É a pura verdade. Respeito se conquista, não se impõe. Se eu torcesse pra outro time, não me preocuparia quando fosse jogar contra o Galo hoje em dia. Os anos 2000 só acentuaram a nossa falta de organização e incompetência administrativa. Resumo: o último ano que tivemos chance real de chegar na Libertadores foi 2003. De 2004 a 2008 foi só briga pra num cair ou pra subir por que já tinha caído. Pega os pontos feitos nessa época, estamos atrás de todo mundo que é importante na história do futebol brasileiro. Tomamos tantas goleadas que perdi a conta. Ficamos 7 anos sem ganhar o mineiro, em dois (2005 e 2006), nem chegamos na final. Duas lenhadas seguidas por 5 x 0 em final de campeonato, nunca vi isso em lugar nehum. 11 jogos sem ganhar dos refrigerados(essa é da época do meu pai). Se isso não é se apequenar, o que será que é?Como disse o Tom, também sou da época que o nosso rival era o Flamengo, o Kalil presidente era outro e tínhamos metade da seleção brasileira na Vila Olímpica. Tem solução? Lógico, até pouco tempo o Inter só dava vexame, hj é o "campeão de tudo". Fala sério, amadorismo no futebol já era, se o Galo não tiver uma gestão profissional não chegaremos a lugar nenhum que preste.

Tom disse...

Isto mesmo Jason.
Entrei apenas para elogiar a fina e sintonizada ironia no título do seu post - Blindness.
O significante e suas andanças....perfeito.

Tom disse...

Olha, eu não lí e não gostei, tive notícias e assim pude advinhar tudo.
O Benja é daquelas criaturas que vc vê apenas uma vez e quando por infortúnio reaparece já se encontra pronto na sua cabeça.
O problema não é a relatividade das verdades que falou .
O problema é como falou, pra não dizer do sotaque e dos perdigotos que certamente emitiu, ô meu!

Jason Urias disse...

Eu, pra dizer a verdade, nunca tinha ouvido falar do sujeito. Talvez isso tenha feito com que eu lesse suas críticas bem mais aproximadas da realidade. O que digo é que não achei que ele foi exagerado e não percebi tom de provocação.

Entretanto, tenho tido contado íntimo com a maionese ultimamente...

Beth: KD SEU POST?!?!?

Não estranhem a gritaria, companheiros alvinegros. A intimidade que o apadrinhamento matrimonial fornece me permite.

"Será que eu ligo pedindo pra aumentar a dose?"

Herberth Mendes disse...

He he he, tá indo...tá indo...bem devagarinho.

eliana disse...

Como já disse num post aqui, a torcida do Galo, para o bem e ultimamente muito para o mal, é a mais feminina das torcidas, está sempre decidida a dar uma chance ao 'malandro', apesar das inúmeras pisadas na bola (conhecem 'com acúcar, com afeto', do Chico?).
No mais, o tal do Benja está certo, só que, assim como a gente fala mal de parente mas não admite que outros o façam, ficamos com raiva quando alguém 'de fora' fala do Galo aquilo que no íntimo reconhecemos, mesmo com relutância.

Jason Urias disse...

Precisão cirúrgica, Eliana.

Tom disse...

uau! doeu aqui eliana, no figado, mas mesmo assim continuo achando o Benja um TV aberta : burro, besta, com puquíssimas opções e cheio de lugares comuns.

eliana disse...

Como não conheço a fundo esse Benja, não vou discutir o que disseram dele, mesmo porque, há poucos qualificados na imprensa esportiva, todos cheios de clichês e lugares comuns, comentaristas do óbvio, bairristas e verdadeiras mães dinah. Mas como dizia meu saudoso pai não é porque alguém está bêbado que vamos discordar quando esse alguém diz que 2 e 2 são 4. Deixar o coração falar mais alto seria agir como eles. Esse tipo de coisa é bom para nos fazer refletir pois, se formos suficientemente humildes, reconhecemos a verdade e tratamos de melhorar. Mas que é duro, é...