sábado, 27 de junho de 2009

Galo no Divã: Barueri 4 x 2 Atlético MG

"Just beat it (beat it), beat it (beat it). No one wants to be defeated... Showin' how funky strong it's your fight! It doesn't matter who's wrong or righ"
(Michael Jackson)

Tanto prepararam que deu resultado... Hehe! Mas ele disse... "o segredo é a recuperação". O time em hora nenhuma demonstrou que era capaz. Foi ajudado pelas circunstâncias e quase chegou lá. Mas sucumbiu.
Não, antes que pensem que estou colocando a culpa no comandante, digo logo. Não estou. A culpa é da realidade, que enfim resolveu cair sobre nossas costas. Agora sim, o campeonato começou. Limites e deficiências escancaradas. O que faremos daqui pra frente?

A queda: primeira vez do time. Nãoseiquantésima deste aí. (Foto superesportes)

Aranha: "...veio a chuva forte e..." Peneirou a bola várias vezes na partida. Lance bizarro o do segundo gol.
Carlos Alberto: Quantas vezes teremos que repetir que esta não é sua posição?
Werley: Muito afobado e, em uns lances, atrasado.
Alex Bruno: Mal demais! Espero que seja apenas a falta de ritmo e entrosamento. Senão, estamos a pé.
Júnior: Horroroso! Será que esqueceu como se joga na lateral? Iniciou aquele lance bizarro...
(Thiago Feltri): Pouco ou nada acrescentou. Pelo menos não atrapalhou.
Renan: Foi o Renan do início do ano.
(Alessandro): Entrou com boa disposição e atitude. Fez a parte dele.
Jonílson: Não conseguiu fechar os espaços. A zaga ficou escancarada por muito tempo.
Márcio Araújo: Não foi mal, mas não repetiu o destaque que vinha tendo.
Evandro: Nada do que é preciso para um camisa 10 (ou 31).
Éder Luiz: Não jogou bola.
(Kléber): Substituiu a altura... jogou igual ao outro.
Diego Tardelli: Mal posicionado, como sempre acontece quando o meio vai mal. E foi mal.

Celso Roth: Acreditei no começo que era a melhor escalação possível. O andamento do jogo me fez crer que erramos os 2. Aliás, nem tinha lembrado que entramos mais uma vez sem lateral direito. O meia escolhido não rendeu, assim como o ponta direita que vem caindo pelas tabelas.

Que futebol horroroso que estava se anunciando nos primeiros minutos. A chuva caiu dos dois lados, então não é desculpa. Não repetimos aquela marcação no campo do adversário, característica que vinha colocando as zagas de cabelo em pé. Não tivemos consistência por parte dos volantes e, apesar do tempo fechado, a zaga ficou a céu aberto. Não tivemos laterais, perdemos no ataque e no apoio. O Primeiro gol me fez sentir falta do WF que, com seu jeito meio estabanado, acaba sempre entrando na frente dos caras quando dão uns chutes daquele que o Alex Bruno não evitou... e que o Aranha aceitou. O segundo me fez lembrar (além do Obina) o time de várzea que se apresentou várias vezes usando a camisa do Galo no ADC.

Quem chegou para ver a igualdade no placar na segunda metade do jogo deve ter imaginado o grande poder de reação alvinegro. Nada disto: Em primeiro lugar, fomos ajudados pelo zagueiro de lá que mostrou que eles é que são de várzea. Nem nas peladas de sexta-fefra alguém põe a mão na bola daquele jeito. Depois, o Alessandro conseguiu descolar um pênalti maroto. No geral, não houve criatividade, controle do jogo, nada disto.

Os abelhas, que se acomodaram enquanto estavam na frente, mostraram que só estavam fazendo cera, cozinhando o galo. O juiz deu uma ajudinha ali e a barreira outra lá. Mais um gol paulista. E pra finalizar, mais uma daquelas jogadas bobas que ninguém acompanha e da linha de fundo a bola vem cruzando a área até acertar um pé.

Quem não acertou o pé fomos nós. E achei ótimo. Veio na hora certa. Temos um jogo em casa qu não podemos perder e em seguida um clássico, para o qual sinceramente não queria que chegássemos invictos, por toda influência que isto pode ter no time, torida, imprensa....

Está mais do que posto que a zaga precisa de reforços (e não de vendas). É fato que A lateral direita precisa de Um lateral direita. OÉder tem feito muito mal ao time nas últimas partidas e o Alessandro poderia dar uma quebrada nisto. O que está claro para todos, assim espero, é que temos sim muitas limitações e não temos banco para suportar um campeonato longo ou uma adversidade qualquer (seja chuva, retranca, qualidade técnica adversária, etc).

10 comentários:

Tom disse...

SÓ PARA CONSTAR O ÚLTIMO COMENTÁRIO QUE EU FIZ NOS PITACOS:
"Falando sério - como se o humor não fosse sério - este jogo vai ser encardido, o emergente paulista é um osso duro de roer em casa, lá está invicto.
Times grandes não me metem medo , mas estas equipes inexpressivas seja pelo futebol ou tradição ( America Carioca, Portuguesa, Ponte Preta, etc) sempre nos fazem derrapar, além de carregarmos aquela velha sina de começarmos a embalar e na hora da afirmação fazemos fora do pinico.
De toda forma mantenho minha previsão da goleada de 1x0.
A ELIANE QUE NÃO PALPITOU, PALPITA AÍ MOÇA....

26/6/09 11:40 "

QUANTO AO JOGO DE HOJE DEPOIS COMENTO, PQ AGORA TENHO QUE IR .
GRAVES QUESTÕES "HUMANITÁRIAS" IMPÕEM-ME AÇÕES PARA ESTE FIM DE NOITE, COM DERROTA E TUDO!

Jason Urias disse...

Alex Bruno: abaixo da crítica, idem para o Júnior, que mostrou para o Roth que o lateral deve ser o Feltri. O Júnior, em alguns momentos do primeiro tempo, estava jogando lá na direita! E, quando foi à intermediária adversário - o mais próximo que conseguiu chegar da linha de fundo, não deu um cruzamento!

Não há outra palavra pra classificar o lance do gol. Bizonho.

Evandro: 'horríve'! Não combina com o time. O ataque é rápido e ele, lento. Pega a bola e prende o jogo, roda pra lá, roda pra cá... Aí, a defesa adversária já se rearmou.
(Desconfio que este é o motivo do Tchô estar na reserva, pois tem a mesma característica.)
Espero que o Renanzim resolva o problema.

Diego Tardelli: péssimo. Além de fugir do jogo, estava extremamente apático. O que, verdade seja dita, foi a principal característica deste time neste jogo.

Destaque, mesmo, foi pra ousadia do Roth. Mostrou que o que interessa é a vitória e suas mexidas deram uma centelha de ânimo ao time.

Espero que esta derrota cumpra seu lado positivo, se é que isto é possível: o de mostrar ao time suas limitações e ensiná-los a escondê-las melhor.

Breno disse...

Nada a declarar, estou de luto! Desculpe a minha empolgação no pitaco. Aff

Tom disse...

O inclemente Gus está absolutamente correto.
Obnubilação geral a começar pelo técnico (já durante a semana vaticinando a derrota) que contaminou à todos.
Os horrores mais pavoríficos e recorrentes (redundar é preciso) ficaram por conta do Aranha, da precariedade da zaga e da volta do Eder Luis à uma suposta normalidade.
O erro grotesco na escalação pode ser consertado, mas foi imperdoável.
Me recuso a depositar qualquer responsabilidade na arbitragem,até por razões históricas.
Um time vencedor é capaz de ganhar mesmo quando é "roubado" e principalmente quando o adversário joga circunstâncialmente melhor.
O único fator que considero, por mais incrível que pareça, é a grama baixa que com a chuva virou um piso de ardósia molhado.
Menos mal para quem já é acostumado com ele e pior para um time leve como o nosso, sem brucutus explícitos.Temos no máximo um aborígene em vias de catequização na zaga (do qual sou fã)e que ontem nem jogou.
Experimentação poderia acontecer aqui contra o pífio Bostafogo e sob os olhos e apoio da massa. Foram duas mexidas que abalaram toda uma estrutura mesmo que incipiente, mas com sinais de evidente eficiência.
Como diria o polêmico e brilhante cafajeste Carlos Imperial, lançador do 10! nota Dexxxxxxxxxxxx!, eu diria Zero! Nota 00000000000000000!!!!!
E zero com louvor tb para o Kalil com este papo de 10% , pra não perder a pedrada.

Tom disse...

PS: e voltem com as músicas, tiraram o BG e o Galo perdeu.
A culpa é de vocês! hehehe

Tom disse...

Por último, a ausência do Marcos Rocha com seu pé preciso também é imperdoável.
Espero nunca mais ter q voltar a falar deste jogo ou dos erros cometidos nele.Será?

Jason Urias disse...

Esta é a questÃ...

Tom disse...

PARADOXO QUASE QUÂNTICO:
Não nos deprimemos, melhor vitória e derrota do que dois empates ( continuaríamos invictos , mas não líderes).
Meu Deus, como canta a Marisa Monte: " O que a gente não faz por amor...."

Borusso disse...

É sim, lembro qdo o Tom(que dessa vez fulminou td mundo lol! sobrou até pro caudilho) fez tal alerta.

-- FORA CARLOS ALBERTO!

Os golpes do Barueri me dóem como riffs do Eddie Van Halen que ainda zumbem na cuca. Me sinto ferroado. Sigo a análise dos amigos integralmente.

Eliana disse...

Uai, postei um comentário aqui ontem e não saiu... Eu ia pitacar uns 2x1 pra nós, mais por desejo que intuição, e deu no que deu. Também, baixou o espírito do juninho no Aranha...