sábado, 14 de agosto de 2010

"Yo no creo em brujas..."

Belo Horizonte (Mas tem que trabalhar, meu filho!) - Já ouvi muito atleticano pedindo pra levarem um pai-de-santo, um padre, um pastor, um exorcista ou coisa do tipo lá na Cidade do Galo pra 'desenterrar' a cabeça de boi que, dizem, estar enterrada lá pelas bandas 'vespasiânicas'.

O ceticismo as vezes olha um pouco curioso pra isso por conta de coisas como esta. O caboclo chega, com grande possibilidade de assumir a posição, já que na época o titular era o Carlos Alberto, e aí precisa de colocar a musculatura em ordem. Trabalho feito, vem uma lesão pra atrasar a estréia em seis meses.

O Méndez, grande esperança do comandante (e, consequentemente, da torcida) para o meio-campo, estava jogando lá no LDU. Fechou contrato com o Galo e o joelho 'apodreceu'. Agora é que deve estrear.

Isso sem falar no Serginho, ano passado.

Hoje, parece que será a vez do Rafael Cruz finalmente mostrar (se tem) futebol. O Méndez deve jogar contra o Santos.

Como o Gus já levantou a questão aqui algumas vezes, o negócio é trabalhar, trabalhar e trabalhar. Não tem essa de urucubaca.

Mas, por via das dúvidas, acho que vou mandar isso aí pro twitter do Kalil. A ferradura pode ser pendurada na entrada da CG. Ah, umas pedrinhas de sal grosso na caixa d'água não fariam mal, também...


4 comentários:

Rita de Cássia disse...

Yo creo en brujas...

Gus Martins disse...

Dizem também por aí que assombração sabe pra quem aparece. Se esses alvinegros estão assustados, é porque não tem cabeça mesmo pra coisa. Ou será que não tem futebol?

Bom, muitos deles (já que é o melhor elenco do Brasil) a gente apostava que tinha né. Vamos ver.

Mas, se tem alguma urucubaca, acho que ela tá mergulhada em alguma das 7 lagoas. Porque lá na arena a coisa tá feia!! Quem sabe no Ipatingão a coisa muda de figura?

Breno disse...

"Eu não gosto do papa
Eu não creio na graça
Do milagre de Deus.
Eu não gosto da igreja
Eu não entro na igreja
Não tenho religião.
Não!"
Não acredito nessas crenças que andam falando que estão rondando Vespasiano. Acredito mais mesmo é na falta de dedicação, empenho e vontade. Já me dou por convecido que esse ano cairemos e num voltaremos tão cedo.
Que calem minha boca para minha felicidade... mas...

"Não!Não gosto!Eu não gosto!
Não!Não gosto!Eu não gosto!" - Titãs

Tom disse...

Futebol é um mundo onde sempre houve espaço para diferentes linguas e atos.
Aqui no bananão, apesar de sua origem burguêsa, logo sse descobriu que tudo que rola é uma boa e aí se tornou um espaço do saber mundano, sem dono, idiossincrático, êita nóis....
Neste mundo cabe de tudo, inclusiveL Exu Tranca Rua , e tâmo cunversado.