quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

O craque ou o usuário?

("Ninguém faz idéia de quem vem lá..." Lenine)

A bola que o cara joga acho que é inquestionável por aqui. Assim como os problemas causados por ele ou nos quais está sempre envolvido.
Ao que tudo indica, falta pouco para se concretizar esta nova contratação.
Mas, o que o faria mudar? O Clube, camisa, torcida, cidade? Duvido de tudo isto. Até porque, este papinho de "nova oportunidade", "cabeça no lugar", "conversar com a família", "clube que abre portas", tudo isto também aconteceu na Cidade Maravilhosa. E, após muita aposta do Botafogo, quando muitos achavam que deveriam ter deixado o cara de lado, o jogador descambou de novo.
Eu sei que devo sempre apostar no sujeito. Mas já perdi tanta aposta que meu lado pessimista inveterado é cada vez mais preponderante.
Espero errar mais uma vez e ver que o Kalil fez a escolha certa, entre os lados da pergunta-título.


Em tempo: Com essa de possibilidade de saída de algum atacante, este papo do Ricky é uma boa heim. E se concretizar, já temos mais um motivo pra agradecer a "maior contratação".

16 comentários:

Breno disse...

Pois bem,

Sobre Jobson: Sim joga muita bola, mas estou como você Gustavo - um pouco de ponderação e muita desconfiança. Se realmente ele estiver disposto a cair na graça da massa ele será bem acolhido e verá que jogar no Atlético é mais que uma recuperação.

Tantos foram que chegaram aqui desacreditado pelo futebol que aos poucos no calor da massa foi se reabilitando. Não é Tardelli.

Quanto ao Ricky, como disse outrora Jason, estou preparando para infinitas piadas, e que essas sejam caladas pelas vitórias.

Talvez o futebol nos reserve alguma das suas particularidades que esse esporte proporciona, eis que surge a possibilidade de Alecsandro aparecer no cenário. Desgastado com sua torcida talvez uma repaginada na vida lhe cairia bem. E porque não aqui conosco? Do lado do irmão? Tenho certeza que a família tem um sonho de vê-los juntos em um mesmo time e se isso ocorrer quem sai ganhando é o Galo.

Mas desculpe os sonhadores, os encantados com tanta contratações, pois fora assim esse ano, claro que apenas um justificou sua contratação (Rever) e os demais tem o que mostrar. Por isso, pezinhos no chão, Mineiro não é passaporte para nada, mas também é obrigação assim que 2011 a uruca da era pós centenário nos deixe e passamos a realmente fixar metas.

Agora quem diria o Aranha no Santos hein...Vai que tua octópodes!

Daniel Martins disse...

Pintar o Alecsandro poraqui seria uma boa tbm, ficaríamos com atacantes pra jogar com 5 ao mesmo tempo!!!

Mas como disse a Eliana em post passado, lateral ainda é um problema mais urgente, aquele patric do Avaí dizem ser bom, ainda falta um pra esquerda, e bons reservas tbm.

Flipe disse...

acredito que a solução aí é um contrato com cláusulas de segurança, aprontou, tchau!

Breno disse...

Filipe, parece que ele está vindo por empréstimo.

Tom disse...

Vamos parar de chamr o Richarlyson de Ricky por favor!
RICKÃO pode.

Gus Martins disse...

É, Flipe, umas semanas pra trás aí o presida falou que ele teria um "contrato especial". O problema é que a gente nunca sabe como é isto. E, aliás, nem precisamos saber, desde que eles façam certo e façam bem.

Jason Urias disse...

Ontem na ESPN os cara disseram que a FIFA está reabrindo o processo de 'doping' do Jóbson.

Sinceramente, eu já não me empolguei tanto com esta possibilidade. E, a cada dia que passa, a impressão de que sua vinda pode ser uma grande roubada aumenta mais.

Bom jogador. Mas avacalhado.

O Alecssandro não é melhor que o Tardelli. É melhor que o Obina em alguams características e pior em outras. Pra compor elenco? Acho que ele não viria nesta condição. A não ser que um dos dois primeiros esteja de saída, acho que num vem não.

Pra falar a verdade, esse time tá precisando é de um Muriqui...

Ah, concordo plenamente com a Eliana. Falta um LD reserva e dois LEs.

Jason Urias disse...

Ah! Se o Jóbson vier, mesmo, quem sabe o Tardelli não lhe venda um curso de auto-ajuda "Como deixar de ser um picareta vagabundo. Uma história de superação que conta, através de casos verídicos, a história de Diego Tardelli, que saiu do funk carioca pra se regenerar na hospitalidade mineira".

Quem sabe ele não se comova ouvindo de quem já foi (?) o que ele é hoje?

Gus Martins disse...

TOM, Bom apelido. Desde que ele faça por merecer! Hehe

Breno disse...

Acho que seria uma boa contratação sim a do Jobson - ainda mais que uma coisa temos que enaltecer, Maluf não é trouxa e parece que uma das pendências é justamente as garantias contratuais.

Quanto ao Alecsandro acho que seria uma boa pedida, ao certo que não é craque e sim um bom jogador e se realmente a vontade é brigar por títulos (esquece o mineiro) temos que ter um plantel cheio de reposições.

Eis que surge o problema relatado por Liana e demais... faltam laterais tanto titular quanto reservas.

Agora é esperar para ver os nomes e muito trabalho.

Ah, Jason! Acredito sim que Tardelli depois de tudo de até aquela confusão com a puta lá com Bruno ele saberia orientar o Jobson e como vc mesmo disse as brisas mineiras acalmam esse povo funkeiro...

Amplexos,

Breno disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tom disse...

Jobson vem, Ak confirma.
Temo pelos temores.
Imagino q o contrato seja bem claro e explícito e que inclua até ECT ou Lobotomia, caso necessário seja.
Kalil é especialista em Lombroso.
Núúúúúúúúú´......

Jason Urias disse...

Lobotomia é sensasional!!!
Kkkkk

Breno disse...

Repi Crismas Aos FEFIANOS!!! Ano que vem é o ano do Galo hein... Não podia passar sem essa máxima!

Daniel Martins disse...

Repi X-mas too
Na verdade, ano que vem é o ano do coelho D:
Já pensou o Américao campião?

Daniel Martins disse...

Detalhe que no ano do galo(02/2005 a 02/2006), nós caimos..