domingo, 20 de fevereiro de 2011

Galo no Divã: Guarani 2 x 4 Atlético MG

("Everything is never enough" Dream Theater)

Galo 100%. Na verdade, eu diria 25%. Vencemos, bem vencido, o clássico. Isto representa 1/4 do disputado até aqui. Os 75 restantes não são mias do que obrigação. Ainda não é o suficiente.

Nem precisou por a língua de fora... matou a pau.

Renan Ribeiro: Pouco exigido e não culpado nos gols.
Leandro: Se queria homenagear o fenômeno, deveria jogar como craque e comer grama como o gordo.
Leonardo Silva: Titular ao lado do Rever, como disse o Jason.
Werley: Quando era hora de sustentar o seu lugar, anda caindo cada vez mais.
Serginho: Oscilou entre bons e maus momentos. Parece realmente que não quer estar ali. Mas é onde terá que jogar se quiser ser titular.
Zé Luis: Titular. E ponto.
Richarlysson: Titular também. Mas ainda deixa uns espaços entre ele, o afro-Beckenbauer e a zaga.
Ricardinho: Deixar espaço pra ele é fatal. Anda jogando bem e fazendo jus ao número da camisa.
Renan Oliveira: Melhor que ano passado, não tão bem quanto dizem os comentaristas e menos ainda do que esperamos dele.
(Diego Souza): Parece que adora o Renanzim de titular. Não se esforça pra tomar a vaga. Será que seu destino é o que disse o Tom?
Neto Berola: Melhor em campo. Está mostrando que as recentes atuações não são obra do acaso. Que se firme aí.
(Mancini): Fominha demais, sem ritmo e entrosamento.
Magno Alves: Mais lento do que nas duas primeiras partidas, mas eficiente.
Ricardo Bueno: Um cara que não consegue jogar em jogo ganho, vai jogar onde? Não dá.

Dorival Júnior: Armou bem o time e teve boas intenções nas mudanças. Suspeito que tenha se decepcionado com elas.

O primeiro tempo já foi traduzido ali em baixo pelo Jason. Acrescento apenas uma coisa. Com Exceção do  Luiz Fernando, camisa 10, que jogou bem, criou chances e marcou gols, o Galo não teve adversário. Pelo menos enquanto quis não ter.

Tirar o pé é uma coisa. Deixar o adversário comandar é outra. Foram 20 minutos de jogo do Guarani, com gol logo de cara escancarando a todos as falhas que nosso setor defensivo ainda insiste em cometer. E, numa pasmaceira danada, o alvinegro parecia nada querer fazer em contrário. Aos poucos, a questão técnica prevaleceu e o jogo voltou a ficar sobre controle. Na defensiva. Porque, mesmo com sangue novo, o Galo não retomou a postura ofensiva e não criou praticamente nada. Aí, pouco antes do final, mais uma bobeira da defesa e outro gol besta finalizou o placar.

A discrepância entre os dois tempos deste jogo ilustram perfeitamente o meu temor sobre este time do Galo. Num tempo acha que já ganhou. Noutro, corre riscos desnecessários e deixa emergir as deficiências. Alerto que pode ser assim. Campanha de aproveitamento total no mineiro pode trazer um comportamento perigoso - com o qual já convivemos muito - de que está fácil. Nunca está fácil. Devemos fazer ficar. Assim como fizemos no primeiro tempo, como bem ressaltou o Jason. Mas jogamos fora no segundo. Jogaremos fora também os 4 campeonatos que disputamos no ano?

13 comentários:

Jason Urias disse...

No primeiro tempo, time grande. No segundo, a pequenez da mentalidade dos que se acreditam soberanamente superiores.

Uma empáfia ridícula, uma preguiça absurda personificada na figura de um Diego Souza irritantemente 'urubu malandro'.

O elenco do Galo, neste ano, é um dos melhores que tivemos nos últimos tempos. O treinador é muito sensato. Mas, para que esse time brigue por títulos, seu maior desafio será manter os pés do time no chão, como disse o Gus no MSN.

Breno disse...

Por ora fico com um nota breve do que pretendo discorrer...
Vamos ter que esperar "grandes" campeonatos para saber quem é o Galo?

Tom disse...

Eu concortdo qua se 87% com o que irá escrever o nosso Afonso Penna.

Daniel Martins disse...

Pena que o Guarani não empatou! Botar um sufoco nesse Galo pra parar com esse compartamento de "já ganhei" característico de times-azul-e-rosa-de-salto-alto prontofalei!

A propósito, valeu pelo sites, Jason e Gus.

Afonso Pena¹³ disse...

Concordo com o Cônsul...respondo o Breno com um tímido ''Sim'', e por fim, tentarei corresponder agora as expectativas (sempre otimistas) do pensador (e procônsul) Tomzé....



Renan Ribeiro: Preto no branco

Leandro: Branco no preto.

Leonardo Silva: Titular ao lado do Rever, como disse o Jason.[II]

Werley: Fruto maldito do pomar, a omissão ofusca a sua ruindade em alguns instantes enganando vejam só, alguns sábios em Atenas...por sorte, intrépidos senhores estão aqui pra abrir os olhos da multidão e claro como não, ''para alegria de toda Pérsia''.

BOSTA!

Serginho: Fera ferida.

Zé Luis: Sem o brilho de ontem, e com a disciplina de sempre.

Richarlysson: Mal posicionado, ta querendo forçar a barra com excesso de vontade e demonstrações oblíquas de habilidade (que não é seu forte).
O bom é que É BOM, e vai aprender muito mais com o Afro-Beckenbauer..

Ricardinho: O toque de bola desse ''garoto'' é extraordinário, vai longe...um dia vai vestir a amarelinha!

Renan Oliveira: alguns dribles de efeito não moldam um grande jogador de futebol.

(Diego Souza): quis rivalizar com a bola em 'dimensões', pena que não rivaliza com ela em movimento...quadrado, quadrado....


Neto Berola: To começando a gostar desse cara, o bixo tem vontade e objetivo, uma pena não saber chutar a gol...dominando esse fundamento, ia lançar foguete na seleção.

(Mancini): esconderam ele do lado direto...ERRO CRASSO, quando podia sair livre pelo miolo apoiando e sendo apoiado do lado esquerdo.

Magno Alves: Cneu pompeu Magno alvis, outra JOVEM PROMESSA ao lado do garoto ricardinho...é outro que ta fadado ao sucesso.

Ricardo Bueno: O mais novo CÂNCER...e lá vamo nois.
(ano passado era só candidato)

Dorival Júnior: Armou bem o time e teve boas intenções nas mudanças. Suspeito que tenha se decepcionado com elas.[II]

Daniel Martins disse...

"Serginho: Fera ferida.

Ricardinho: O toque de bola desse ''garoto'' é extraordinário, vai longe...um dia vai vestir a amarelinha!"

Pérolas. *Aplausos*

Muito bom xD

Tom disse...

Aprovado Afo! Só não fecho nos 100% pq 100 - 87 = 13 e 13 é Galo!

Tom disse...

Em tempo, vossa senhoria hoje está brilhante, ou melhor reluzente, mais ainda do que sempre é.

Tom disse...

Em tempo 2 : retiro os adjetivos e os substituo por portentoso.
De coisas q brilham já temos o Rickão, o player mais macho do Brazil

Flay disse...

É aqui que mora o perigo...

elianA disse...

Tava dando uma volta na praça mas voltei pra conferir o Caixa, e confesso que me entusiasmei com o primeiro tempo, pelo que ouvi, o time voou baixo. Veio o segundo e arriaram os 4 pneus, não sei se por preguiça ou se poupando pro próximo jogo. Acho que quando for contra um mais gabaritado isso não vai acontecer, pelo menos é o que espero.

Gus Martins disse...

"Time novo e erros velhos" disse ontem minha sobrinha (que lê mas não posta nem a ***).

Pois é.
Temo que, quando chegarmos contra os grandes, não tenhamos competência para administrar melhor a hora de acelerar e a de tirar o pé.
Ontem foi muito mal feito.

Tom disse...

Perfeito: "Time novo e erros velhos" , ou seja, a sobrinha do Gus também é craque.