domingo, 17 de abril de 2011

Galo no Divã: Atlético MG 7 x 1 América TO

("Eu sei tudo o que faço, sei por onde passo, paixão não me aniquila. Mas, tenho que dizer, modéstia à parte, meus senhores, Eu sou da Vila!" Noel/Vadico)

Quero dizer, da antiga Vila Olímpica, hehe. Até porque não sou de Vila Isabel, nem carioca e tampouco gênio como o Noel.
Sensibilizado com as questões colocadas no Copo Sujo e compartilhando em grande parte das opiniões e frustrações do Marcelo, nada como reforçar mais e mais. Não é por criticar e estar insatisfeito com uma série de mazelas que acontecem no Galo que deixamos de torcer fervorosamente.
Eu já não aguentava mais ter que falar mal e sempre a mesma coisa. Além do mais, nem  de longe tenho o repertório que o Noel Rosa dispunnha para dizer das dores e dos amores cotidianos. Fato é que algo de diferente dos úlitmos jogos aconteceu hoje em campo. Mas, a paixão não me aniquila. Não poderei deixar de relatar o mais do mesmo que insistiu em reaparecer. Vejamos.

Não foi o melhor, mas foi o mais eficiente.
 Renan Ribeiro: Mais seguro, inclusive não rebatendo tantas bolas e operando pequenos milagres.
Patrick: Foi bem na proteção da zaga, mas nem tanto no apoio ao ataque, exceto no final do jogo.
Réver: Jogou bem, mas esteve mal posicionado nos lances de bolas aéreas, principalmente no gol.
Leonardo Silva: Este esteve bem posicionado e concentrado o jogo todo. Embora ameaça mesmo, só na segunda etapa.
Guilherme: Muito útil, na velocidade, marcação, desarme e passe. Peca ainda nas finalizações. Do que temos no mercado, está de bom tamanho.
Filipe Soutto: Muito tranquilo e consciente do que faz em campo. Mesmo não sendo tão exigido, aposto que briga por vaga.
Serginho: Esteve melhor do que nas últimas pelo fato de não ter subido tanto e de forma desenfreada.
Jackson: Machucou. E parece que foi feio. Mas...
(Giovanni):... o  outro garoto estreou com um belo passe e um merecido gol. Pecou em lances de fomeagem e num chute ridículo alá Renanzim.
Renan Oliveira: Jogou bem como sempre faz, de cinco em cinco (ou mais) jogos.
(Daniel Carvalho): Abusou dos passes nas costas da zaga com a qualidade que já sabemos que tem. Que não machuque.
Mancini: Não gosto dele no ataque (quando são apenas 2). Mas hoje foi o diferencial de todo o jogo.
(Neto Berola): Sempre que tem oportunidade, cai. Que saco. Cansa.
Magno Alves: Começou com um peteleco estranho que não é de seu feitio. Depois mostrou o que pode fazer de verdade.

Dorival Júnior: Continua teimoso na escalação. Mas hoje foi feliz. E nas declarações, continua sendo. Disse, dentre outras coisas, que foi só uma bela vitória e nada mais. E que ainda não temos motivos para achar que está tudo bom. Os doutores em Galo de plantão poderiam xingá-lo, como fazem com quem critica o Galo.

Apesar de achar que não deveria, vou falar de novo. Os parâmetros são os piores possíveis. O time sensação do interior é ruim de doer. Só está classificado porque o quinto é o decadente Villa Nova e daí pra baixo a coisa é pior ainda. A zaga do América é em tempo integral pior do que os tempos ruins que vivemos com a nossa. Então, relativizemos os elogios.

O primeiro tempo começou com a corda toda. Em 10 minutos, parecia que tínhamos um melhor repertório de jogadas e um número elevado de finalizações, como sempre cobrávamos. Com 36 já liquidávamos o adversário com 3 gols de vantagem sem receber quase nenhuma ameaça no setor defensivo. E foram belos gols. Magno Alves recebe de Mancini e marca ao seu estilo de chute preciso. Como recompensa, recebeu um belo e difícil passe do Giovanni, em seu primeiro toque, e com força de quem estava seco pra marcar, deixou o seu. Renanzim, que já havia assustado o goleiro uma vez, deslocou-o num chute rasteiro e fechou o primeiro tempo. Até porque os 10 minutos restantes não mostraram muita coisa.

Do mesmo jeito que começou o primeiro tempo, veio o segundo. Domínio alvinegro e gols antes dos 15 minutos. Mancini que se destacava, colocou otro pra dentro das redes e quase foi pra galera, literalmente. Deu uma de homem aranha até o topo do alambrado. Mas a única coisa que ganhou com isto foi um amarelo, pois, impedido, não teve seu gol validado. Foi o Renanzim em boa tabela que continuou a contagem. Giovanni teve seu passe retribuído - só que pelo Magnata - e deixou o seu. Vieram as mudanças e o DJ disse que o bom do time é que não se acomodaram. Discordo. Ele é que não se acomodou e teve que encher o time de broncas a todo momento. E era mesmo necessário, pois numa das tradicionais bobeadas, veio um cruzamento da intermediária que encontrou o Obination Fake livre pra cabecear fora do alcance do Renan Ribeiro. Mas nos últimos quinze minutos o time voltou a jogar. Com dois gols de matador do Magno Alves, em meio a pequenos milagres do Renan e bola na trave do Daniel Carvalho, encerra-se uma das poucas (talvez 2) boas partidas do Galo no ano.

Vi e ouvi algumas pessoas exaltando a quantidade de e precisão nas finalizações do nosso time hoje. Concordo. Mas destaco algo que notoriamente tem sido um defeito de matar de ódio. Hoje reduzimos ao mínimo a quantidade de passes errados. Juntamente com isso, caprichamos também em bons passes em direção ao gol. Pra mim, o maior mérito da equipe hoje. Hoje.
Concordando com o treinador, digo que o ano de 2011 não me faz crer que, apenas por este jogo, as coisas melhoraram. Ainda não temos nada do que queremos, precisamos e merecemos.

19 comentários:

Tom disse...

o time hoje foi "escrabuloso" como definiu o Aender so site Galo é meu amor.

Afonso Pena¹³ disse...

Vitória com V maiusculo.

fico com a frase do Jovem tumor renanzim, que questionado sobre uma eventual ''resposta'' aos setores de imprensa e a torcida, se conteve em dizer.....

''Foi pra responder a mim mesmo''

Que seja essa uma vitória pra dar respostas a muitos ali, que as procuram ou não através de perguntas.


Não irei aos encargos, só direi por hora que essa vitória ''escrabulosa'' foi um alento, um passeio as colinas, um festim de baco.

Sem dúvidas pra ser recordada, mas ainda há muito pela frente, e que a lembrança dos anos novamente não caia sobre nós....

Tom disse...

A transmissão do jogo pelo site Galo Meu Amor foi impagável.
Eu recomendo.... um misto de surrealismo, tosqueria e con permisso, resiliência.
Mas, muito mais melhor de bom do que a pasteurização das emissoronas.
O termo "escrabuloso" veio da inviabilidade do locutor em conseguir verbalizar "escalabroso".
A principio entendi "escabuloso" e o perguntei via tuiter qual era a expressão correta.
Ele que não consegue pronunciar o "R" me honrou com a resposta:
" é com "Rl", a pLonúncia corlreta é escLabuloso"
Aí, eu e o Galo fumos pra galera, escLabulosamente.

Tom disse...

Hoje foi um filhote de andorinha, que sozinha já viu né.
De toda forma foi o único jogo do Galo que consegui me ligar este ano, tão ligados?
E este America aí é o menos ruim dos piores do mineirinho 2011.
Como sempre será mais do mesmo e meio, pq o Mequinha de vez em quando da uma pressãozinha.como é o caso este ano.
Falta muito ainda para o muito tudo que nóis tanto merece.
E como nóis merece, né não?

Marcelo Vargas disse...

Acho que esse golzinho que o Tchó-Tchó fez, foi pra gente ficar ligado que o time não é nada dessas maravilha toda que o placar faz parecer que é. Mas acho que dá pra fazer um resto de campeonato honroso e até ganhar das marias. Vamos em frente.

Daniel Martins disse...

Vou nessa linha de pensamento, Marcelo. Quem sabe a coisa não anda, até o fim do mineiro, ao menos?

Tom disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tom disse...

Perguntinha da hora:
A dupRa Adriana Preto e Branco e Alex K darararia o Galo de Prata pra o Serginho BBB ?
Já tivemos Índia Potira e outros portentos.
Já tivemos a camisa rosa.
É isto que se chama de ação afirmativa?

Borusso disse...

Pereba esse Magno Alves! O gol q ele errou qd ainda estava fechado o placar mostra como ele é bagre...

[:x]Cheio de Patrick, Mancini...

Prefiro ser eliminado pelo Coelho p/ acabar o martírio.
Levar 5:0 pela 3ª vez na Final irá realçar nacionalmente nossa atrofia clubística e traumatizar as crianças na faixa d 8 anos q escolheram o Atlético pq torcer.

Borusso disse...

p.s.: Gostei do esclabuloso.

Tom disse...

O fato a premonição e o medo.
O fato: Cês viu no que dá ter centroavante véio, né? Bastou ter uma sequência e o pneu arriou. Aí tem que fazer uma meia sola e demora um pouco.
Ainda bem q já temos mais do mesmo, só que não é pra já, falo "do nosso" Cambalhota.
O Berola é tb só prum tempo.
A premonição: Restou-nos ele. Menos malo? No, és lo Bueno.
Mas vai que que o cara desencana.... e mete uns tres , um de testa, um de lombo e outro de bunda. No Galo isto é possível.
O medo: O Sheik Emerson acaba de ser dispensado por o indiciplina pelo Florminense. Alvo fácil para o AK, mais um octagenário com a vida ganha......meda! Tomara que vá para o Urubu.

Tom disse...

E não é que já tem jornalista insinuando e instigando a contratação do Sheik?

Gus Martins disse...

Borusso, quem é vivo sempre aparece!!
Não vou torcer de novo para o Galo perder um "clássico", porque esse nem clássico é. Mas acho que nem chegaremos à final viu. E logo depois dos 7 a 1 sonhei que perdemos o primeiro jogo de 1 x 0. Heheheh.
Agora com Bueno no ataque... sei não.

Tom, a primeira coisa que pensei quando vi os rolo do Emerson lá no Flu foi isto: Pronto, mais um bandido pra vir pro lado de cá... Já to quase desistindo.

Gus Martins disse...

E o Guilherme andou sentido dor e o DJ treinando com Leandro. Pra mim, se concretizar esta mudança, será muito pior do que a entrada do Bueno no lugar do Magnata. Pronto. Falei.

elianA disse...

O pior é essa imprensa já enchendo a bola do Giovanni e falando da 'boa fase' do Mancine...

elianA disse...

O pior é essa imprensa já enchendo a bola do Giovanni e falando da 'boa fase' do Mancine...

Tom disse...

Fora Borusso! huahuuuuuuuuu......

Borusso disse...

Grande Gus!! Estarrecedora a parada, né?

Nó, Tom :-D a jogada c/ o nome do atacante foi criativa... Só q desencanar... ? Acho + facil o Oeste de Itápolis ganhar do Barcelona.

Tom disse...

Kalil falou q o Oeste não é time e ele tá nas oitavas do paulistão.
Daí Boris q sou Oeste contra o Barça e dou 1 gol de lambuja.